Misericórdia - Obra da Figueira :: Instituição Particular de Solidariedade Social Mapa do Site  |   Contactos
  Terça, 20 de Novembro de 2018
   
No Site No Google

Assembleia Geral apoia bom desempenho da Misericórdia - Obra da Figueira

Destaques >>

Na recente Assembleia Geral (28 de Março) da Misericórdia - Obra da Figueira, os presentes analisaram e aprovaram por unanimidade o relatório e contas dagerência e parecer do conselho fiscal, respeitante ao exercício de 2016. Entre os presentes foi referido “quando há uma boa gestão e liderança, justifica-se a unanimidade”.

O apoio manifestado pelos associados foi demonstrado pelo bom desempenho da Instituição que, apesar do resultado líquido do exercício ter sido negativo num valor aproximado de 7 mil euros, isso “deveu-se quase na totalidade ao aumento do custo com pessoal proveniente da actualização do salário mínimo nacional” justificou o Provedor que, por outro lado, falou também de investimentos, nomeadamente a nova piscina(que é um êxito) e terem finalizado a amortização da aquisição da Casa dos Pescadores de Buarcos, que era um compromisso para dez anos e ficou resolvido em pouco mais de dois.

Quanto a números, a Instituição movimenta quase três milhões anuais, só em pessoal ultrapassa milhão e meio, confeccionam cerca de mil refeições diárias não só para os 200 utentes residentes e apoio domiciliário, mas também para outras instituições de âmbitosocial.

O Provedor recordou ainda que a Misericórdia incorpora um valor mensal por utente que ronda os 50 euros. Por isso “a Misericórdia está a praticar a sua missão social”, sem deixar de equacionar os “objectivos de rentabilidade”. Já num período de informações, Joaquim de Sousa foi explicando que “a teoria de poupança nestas Instituições é hoje mal interpretada, mas é bom termos as nossas reservas, amealhadas todos os dias e não há desperdícios”, razão pela qual a “Instituição tem uma situação financeira de alguma solidez” justificou.

Dado o património existente, a Misericórdia - Obra da Figueira está atenta ao novo PDM e aos efeitos negativos que este documento pode causar com possíveis desvalorizações, procurando encontrar as melhores soluções.

Na parte final da reunião e entre outros vários assuntos, os mesários reconheceram ao Provedor Joaquim de Sousa, o trabalho notável de gestão, dedicação e entrega total ao longo de 17 anos, à Misericórdia - Obra da Figueira.

Última actualização: 19.04.2017

Voltar aos Destaques
 
 
Mapa do Site  |   Contactos

© 2010-2018 - Todos os direitos reservados. Concepção e Desenvolvimento: SEU-DOMINIO.com